A Fórmula Indy se consolidou ao longo de sua história e se tornou uma das principais competições de automobilismo no Brasil e no mundo. 

A história da Fórmula Indy é bem extensa, e alguns consideram até mais longa que a da sua irmã, Fórmula 1. A história dessas duas gigantes competições do automobilismo se misturam e alguns fãs podem até se confundir. 

Atualmente, a Indy é uma das mais emblemáticas e arriscadas modalidades de automobilismo, com carros que podem atingir mais de 400km/h! Mas as curiosidades não param por aí… Além da história que a Indy já tem, o futuro promete muitas novidades!

Quer saber tudo sobre a Fórmula Indy, passado, presente e até o futuro? Vem com a gente! 🏁

Fórmula Indy

A história da Fórmula Indy

Como já dissemos anteriormente, o campeonato de Fórmula Indy tem uma história bem longa que começa em 1900, no momento em que um grupo de empresários do estado de Indiana, nos Estados Unidos, construiu o circuito de Indianapolis Motor Speedway.

A pista, que seria para testes da indústria automobilística dos Estados Unidos, teve sua primeira corrida de 500 milhas 11 anos depois. O piloto Ray Harroun venceu a primeira competição, e no futuro a categoria se tornaria a principal corrida de automóveis da América do Norte.

Primeira corrida 500 milhas de Indianápolis
Primeira corrida 500 milhas de Indianápolis

F1 e Indy: Confusão na história

A história da Fórmula Indy se mistura com a história da Fórmula 1, pois em 1950, quando a F1 foi criada, o campeonato mundial incluía os resultados das 500 milhas de Indianápolis (essa corrida deu origem à Indy).

É importante ressaltar que alguns entusiastas contam como ano de fundação 1956, quando a USAC (United States Auto Club) começou a organizar o campeonato. 

Indy nas décadas de 80 e 90

No período de 1979 a 1990, o termo Indy descrevia as corridas de carros conhecidos como “Open Whell”, nos Estados Unidos. A partir de 1996, passou a ser utilizado o nome oficial: Indy Racing League.

A CART, uma associação pioneira, é considerada a responsável pelo sucesso da Fórmula Indy nas décadas de 1980 e 1990.

O primeiro brasileiro a disputar a prova foi Emerson Fittipaldi, em 1984. Fittipaldi conquistou o título pela primeira vez em 1989, e depois se tornou o piloto brasileiro que mais venceu a competição, com 22 pódios.

A Fórmula Indy foi disputada nos Estados Unidos, no Canadá, no Brasil, no México, no Japão, na Austrália, na Alemanha e na Inglaterra.

Indy na década de 90 até os dias de hoje

A IndyCar Series, atualmente conhecida como NTT IndyCar Series por razões de patrocínio (no Brasil, conhecida como Fórmula Indy), é a principal categoria de automobilismo de monopostos sancionada pela IndyCar. 

A categoria foi fundada na temporada de 1996 como Indy Racing League (IRL) pelo empreendedor Tony George (que foi sancionada pela USAC até 1997, a seguir depois disso o corpo de sanção é a IndyCar até os dias atuais), proprietário do Indianapolis Motor Speedway, após a dissidência com a CART por uma série de fatores em 1996.

A partir da temporada de 2015, o calendário da IndyCar Series tem suas pistas divididas em três estilos: 1/3 das corridas seriam para circuitos ovais (que são tradicionais desde a década de 1910, subdivididas em ovais curtos e ovais longos) somados com 1/3 para os circuitos mistos e com mais 1/3 para os circuitos de rua, aproximadamente.

A corrida mais prestigiosa da IndyCar Series são as 500 Milhas de Indianápolis, realizadas desde 1911 no circuito oval, durante o mês de maio, que possuem regras de classificação distintas e número de inscritos maiores.

Fórmula Indy

Fórmula Indy nas corridas do futuro

A Fórmula Indy é considerada por muitos o futuro do automobilismo, e uma grande prova disso é a permanência da gigante Honda, até 2029 nessa categoria. Ou seja, enquanto firma um longo contrato com a Indy, a marca japonesa deixa a Fórmula 1 ainda neste ano.

Outro ponto que favorece a afirmação que a Indy será o futuro é que a Liberty Media irá ser mais ativa na IndyCar através da Michael Shank Racing, uma escuderia novata de médio padrão. Com isso não sobram dúvidas, essa categoria é muito importante para o futuro do automobilismo mundial.

Principais diferenças entre a Fórmula 1 e a Fórmula Indy

Na Indy, todas as equipes usam o mesmo chassi, fornecido pela Dallara, e com o mesmo projeto básico. Já na F1, cada equipe é responsável pela fabricação dos chassis ou por comprá-los de algum fornecedor.

Além da diferença no chassi, os motores dos carros da Indy também são diferentes. Eles são fornecidos pela Honda e pela Chevrolet, são V6 e possuem velocidade do motor limitada a 12.000 rpm (o combustível deve ser E85). A potência desses motores varia entre 558cv e 760cv.

Já na F1, os motores são fornecidos pela Ferrari, Renault e Mercedes. Já que a Honda forneceu os motores à categoria somente até o fim da temporada de 2021 – agora a montadora irá concentrar seus esforços de pesquisa e desenvolvimento para o mundo da energia sustentável e de baixa emissão de carbono. Voltando a motorização dos carros de F1, eles possuem um motor V6 de 90 graus, com RPMs limitados a 15.000, a potência estimada gira em torno de 750cv e 1.000cv;

Outra diferença muito importante entre essas categorias é que na Fórmula Indy, nenhum piloto fica sem pontuar – o vencedor recebe 50 pontos, o 2° ganha 40, o 3° ganha 35; a 4° até a 10° colocação – A diferença entre uma posição e outra é de 2 pontos; de 32 pontos (4°) a 20 (10°). Já entre a 11° colocação e a 24°, a diferença é reduzida para 1 ponto (de 19 a 6 pontos) e os pilotos que ficarem na 25° posição ou abaixo, recebem 5 pontos.

Os pilotos brasileiros da Fórmula Indy

Emerson Fittipaldi

Emerson Fittipaldi foi o primeiro campeão nacional de F1, em 1972. O bicampeonato veio em 1974. Já em 1989, foi campeão da Fórmula Indy e foi ao pódio de Indianápolis das 500 milhas em dois momentos até 1993. Ao todo, obteve 22 vitórias e 17 pole positions na Indy. 

Além disso, foi no Grande Prêmio de Michigan de Fórmula Indy de 1996 que Fittipaldi sofreu o pior acidente de sua carreira, que quase o deixou paraplégico, e que acabou resultando em sua aposentadoria. Reveja o acontecimento:

Raul Boesel

O piloto não tem nenhuma vitória nessa categoria no currículo, contudo, subiu 8 vezes ao pódio, dos quais cinco chegou em segundo lugar.

🏁 Aproveitando, reveja a incrível história do capacete de Raul Boesel aqui na Sid Special Paint:

Roberto Pupo Moreno

Era conhecido como SuperSub, ou “supersubstituto”, por sempre estar disponível para substituir pilotos lesionados.

🏁 Aproveitando, reveja a incrível história do capacete de Roberto Moreno aqui na Sid Special Paint:

Christian Fittipaldi

O piloto é sobrinho de Emerson Fittipaldi e foi diversas vezes campeão de kart, conquistou as 500 milhas de Indianápolis em 1995 e se consagrou como o único brasileiro a correr em todas as principais categorias do automobilismo mundial.

Christian Fittipaldi

Tony Kanaan

Foi descoberto aos 16 anos quando subiu ao pódio em uma corrida organizada por Ayrton Senna, e futuramente tornou-se o primeiro piloto da IndyCar Series a completar cada volta possível em uma temporada.

🏁 Aproveitando, reveja a incrível história do capacete de Tony Kanaan aqui na Sid Special Paint:

Gil de Ferran

Chegou à Indy em 1995 e foi duas vezes campeão pela Penske, em 2000 e 2001.

gil-de-ferran

Maurício Gugelmin

Estreou na Indy pela Dick Simon, mas em 1995 passou a correr pela PacWest, e sua melhor temporada foi em 1997, quando conquistou o quarto lugar no campeonato.

🏁 Aproveitando, reveja a incrível história do capacete de Maurício Gugelmin aqui na Sid Special Paint:

Helio Castroneves

O piloto foi descoberto por Emerson Fittipaldi aos 19 anos e, em 1998, estreou na Fórmula Indy e ganhou as 500 milhas de Indianápolis em 2001, 2002 e 2009. Castroneves coleciona 22 vitórias e 33 poles positions e jamais tinha terminado abaixo do sexto lugar na classificação numa temporada completa até 2011.

Helio Castroneves

🏁 Aproveite e relembre todas as vitórias dos lendários pilotos brasileiros em Indianapolis:

Curtiu a viagem na história da Fórmula Indy de hoje? Então você vai gostar de saber mais sobre o legado do primeiro brasileiro na competição, leia e aproveite Emerson Fittipaldi: o legado de um campeão 🤩

One thought on “Fórmula Indy: O futuro do automobilismo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.