Se você é um dos amantes apaixonados por velocidade, certamente este artigo é para você, já que a NASCAR – National Association for Stock Car Auto Racing – é um baita exemplo de competição que une velocidade e astúcia dos pilotos! 🤩

A paixão estadunidense por carros deu à NASCAR o status de segunda modalidade com mais audiência nas telonas dos EUA, perdendo apenas para a NFL. 

O espetáculo é geralmente realizado nos famosos circuitos ovais, que diferente das outras competições, as pistas não apresentam muitas particularidades, mas isso não torna a competição menos interessante, pelo contrário.

Na verdade, a NASCAR não é exatamente uma competição, mas uma espécie de associação esportiva que sanciona competições que hoje se dividem em três categorias: Cup Series, Xfinity Series e Camping Wrold Truck Series.

Ficou curioso para entender mais sobre a NASCAR? Acompanhe nosso artigo e conheça tudo sobre essa super categoria do automobilismo!

A história da NASCAR

O início da história da NASCAR

A NASCAR foi fundada em fevereiro de 1948 por William France e seu parceiro Ed Otto. Antes da fundação, William já organizava corridas que envolviam carros de passeio modificados, sempre em busca de maior potência e velocidade. A criação da associação foi necessária para padronizar as regras buscando organizar melhor o crescimento desse tipo de competição.

A primeira prova disputada pela NASCAR aconteceu no circuito de terra do Charlotte Speedway na Carolina do Norte. Nesse primeiro ano de competição a categoria teve 8 etapas e foi chamada de Strictly Stock correndo apenas com carros originais de fábrica sem modificações.

NASCAR na década de 50

Os carros originais não duraram muito tempo na competição, apenas 2 anos após seu início as modificações já passaram a ser aceitas, porém elas eram exclusivas para proporcionar mais segurança e performance para os carros.

No início, quase todas as etapas eram realizadas no sudeste americano por conta dos altos custos de transporte dos carros devido às longas distâncias na época.

NASCAR nos anos 60

Na Daytona 500 de 1960, logo na primeira volta, houve uma colisão entre 37 dos 68 carros que estavam na prova, os carros rodam, depois baterem uns aos outros e alguns chegam até a capotar. 

Até hoje é considerado um dos maiores acidentes da história do automobilismo, junto com a tragédia de Le Mans em 1955. Após esse ano, a NASCAR começou a fazer modificações na categoria para melhorar a sua segurança.

Na metade dos anos 60, os carros passaram a ser construídos especificamente para as corridas.

NASCAR nos anos 70 – A nova Era

As atenções para o esporte começaram a crescer quando montadoras de veículos passaram a utilizar a categoria para promover a venda de seus carros, e entre essas empresas estavam a Ford, a Chevrolet e a Chrysler que ajudavam nos custos das equipes participantes. 

A NASCAR realizou grandes mudanças em sua estrutura no início da década de 1970 com o patrocínio da empresa de tabaco RJR, mudando o nome da sua principal divisão para Winston Cup. As mudanças tomaram forma no sistema de pontuação e maior premiação aos pilotos e equipes.

Nessa época algumas provas passaram a ser transmitidas por programas esportivos da Rede ABC, o que marcou o início da era moderna da NASCAR.

NASCAR nos anos 80 e 90

Desde o início da NASCAR, já havia uma competição paralela disputada em circuitos menores. Essa categoria modernizou-se, tornando-se forte em 1982 com o nome de Busch Series, que é considerada a segunda divisão da Stock Car americana.

Em 1987, os carros passaram a utilizar placa restritora limitando a potência e velocidade dos carros nos ovais de alta velocidade.

Já nos anos 90, criou-se uma divisão especial com caminhões pick-ups e regras diferenciadas das outras duas divisões que foi chamada de Craftsman Truck Series. Além dessas 3 divisões nacionais, a NASCAR possui diversas divisões regionais por todo os Estados Unidos.

NASCAR após o ano 2000

Essa década representou um grande aumento da popularidade da categoria na audiência televisiva nos Estados Unidos e de público nos autódromos.

Em 2001, a morte de Dale Earnhardt provocou uma série de mudanças na categoria visando maior segurança dos pilotos. No ano de 2004 foi o primeiro ano em que foi implantado o sistema de playoffs (chamado inicialmente de Chase for the Cup).

O México ganhou uma categoria da NASCAR, onde também foram construídos novos circuitos no país, e teve a oportunidade de sediar a primeira prova oficial contando pontos e premiações no ano de 2005.

Em 2009, a associação inaugurou também uma categoria regional da Europa, a NASCAR Euro Series.

Apesar de ter sofrido um considerável declínio, a partir de 2010, a Nascar ainda possui muita expressão no mundo automotivo. E, a fim de recuperar a sua importância no meio, espera-se algumas mudanças significativas para as próximas edições.

As categorias da NASCAR

Em geral, a Nascar se divide em três categorias de competição. Entre elas, a primeira é a Cup Series. Ao longo do tempo, a fim de atender a questões de patrocínios, a categoria passou a adotar outros nomes. Assim, patrocinadores bastante importantes deram seu nome à categoria, tais como: Nextel e Monster Energy.

Nessa categoria, o campeonato é definido a partir de um sistema de pontuação que considera a posição de chegada de cada carro e a quantidade de voltas realizadas. Ao todo são 36 corridas na temporada, com a participação de carros exclusivos da competição, que definem os melhores pilotos e máquinas da categoria.

Como uma espécie de acesso à primeira categoria, a Xfinity Series é vista como a segunda divisão da Nascar. É nessa parte da competição que os pilotos são amadurecidos para a primeira categoria. Aqui se tem carros semelhantes aos da Cup Series, entretanto, se apresentam com menos potência.

Por fim, a Camping World Truck Series se apresenta como a categoria de base da Associação. Nesse caso, os veículos utilizados são aqueles que possuem carrocerias pick up. Entretanto, embora os carros possuam estruturas diferentes, carregam igualmente as mesmas marcas de motores das demais categorias.

🏁 Aproveite e conheça os pilotos brasileiros que correram na NASCAR!

Curtiu a viagem na história da NASCAR de hoje? Então você vai gostar de saber mais sobre como foi para o piloto brasileiro, Nelsinho Piquet, vencer pela primeira vez na NASCAR! 🤩

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.