Poucos sabem, mas a Fórmula Truck já foi a principal atração do automobilismo brasileiro, atraindo mais atenção do público do que os badalados Prêmios de Fórmula 1, Fórmula Indy, Fórmula 3, dentre outras modalidades.

Os grandes caminhões adaptados para as pistas já correram em diversos eventos passando por todo território nacional e de outros países sul-americanos, batendo recordes de presença nas arquibancadas, superando a de vários times da Série A do Campeonato Brasileiro e índices de audiência na TV!

Para animar os fãs do automobilismo, principalmente os fãs da categoria mais peso pesado das corridas,contaremos a história da Fórmula Truck, desde a sua fundação pelo caminhoneiro e sindicalista Aurélio Batista Félix até os dias de hoje.

Ficou curioso para saber mais sobre essa pérola do automobilismo nacional? Continue com a gente!

A história da Fórmula Truck

A categoria surgiu da amizade entre o caminhoneiro Aurélio Batista Félix e o jornalista português Francisco Santos. 

Em setembro de 1987, aconteceu a primeira corrida no Autódromo Internacional de Cascavel, no Paraná. A prova de exibição juntou 35 pilotos e foi batizada de “Copa Brasil de Caminhões”, e serviria como teste para averiguar a segurança do inédito evento entre caminhões.

O objetivo era firmar e abrir portas para as próximas temporadas, mas um acidente grave resultou na morte do piloto Jeferson Ribeiro da Fonseca – presidente do Autódromo – e adiou a realização de um torneio nacional de peso.

Devido aos acontecimentos anteriores, somente sete anos mais tarde é que as tentativas de realizar uma nova competição começaram a tomar rumos mais certos. Em 1994, a segurança foi prioridade para a realização de uma nova apresentação da categoria para caminhoneiros e empresários do setor. A respectiva prova aconteceu no autódromo de Interlagos, em São Paulo.

A consolidação teve início em 1995 com a disputa de quatro provas demonstrativas, o que se tornou um marco para a categoria, que em Goiânia (GO), atingiu um público superior ao número de 120 mil pessoas.

No ano de 1996 tivemos o primeiro campeonato, com regulamento definido e homologado pela Confederação Brasileira de Automobilismo. A primeira prova oficial ocorreu em Guaporé (RS), e contou com 13 caminhões no grid.

Naquele ano, foram 8 corridas oficiais (e outras duas extraoficiais), que contaram com a participação de caminhões das marcas Scania, Volvo, Volkswagen e Mercedes-Benz.

Aurélio Batista Félix, que já vinha apresentando problemas no coração, sofreu um infarto na primeira etapa da temporada 2008, em Guaporé. O restante da temporada de 2008 foi dedicada em memória do fundador. 

Antes do início da temporada 2017, nove equipes abandonaram a categoria por discordarem da gestão conturbada de Neusa Navarro Félix – Estas equipes uniram-se em uma associação que deu origem à Copa Truck, categoria que veio a substituir a Fórmula Truck.

O retorno da Fórmula Truck

Em 2021 a Fórmula Truck retornou às pistas com a LDA (Liga Desportiva de Automobilismo), e volta a suas origens com todo padrão “raiz” que os fãs já estavam acostumados.

Organizada pela GT Truck e sob o comando de Gilberto Hidalgo, novo presidente da competição, a Fórmula Truck retornou em 2021 com muitas novidades, como pilotos e caminhões.

A volta teve 26 pilotos com caminhões novos, feitos do “zero”, um padrão antigo, caminhões antigos vistos nas ruas, estradas, voltando toda temática original da Fórmula Truck.

A importância de Neusa Navarro Félix na Fórmula Truck

Neusa Félix, esposa de Aurélio Batista Félix, junto aos demais colaboradores assumiu o volante da competição, e contrariando as expectativas, expandiu os horizontes da modalidade.

A temporada 2008 terminou com o título de Wellington Cirino e recordes de público na arquibancada e de audiência na televisão, porém sem o seu idealizador presente para ver o seu sonho se realizar.

A edição seguinte seria marcada pela realização do sonho de Aurélio Batista Félix que foi levado adiante por sua esposa, Neusa: a internacionalização da modalidade.

Foi em 2009 que a Fórmula Truck cruzou as fronteiras brasileiras e levou 70 mil pessoas às arquibancadas do autódromo Juan y Oscar Galvez, em Buenos Aires, na Argentina. A partir de então, a etapa em cidades argentinas e uruguaias se tornou tradição no torneio.

Fórmula Truck na TV

Desde as primeiras corridas, ainda em 1987, um dos destaques da competição era o público nas arquibancadas. Naquela época, era comum ter 10 mil ou 20 mil pessoas nas cadeiras dos autódromos, assistindo ao show dos brutos.

A presença de um grande público nas arquibancadas era mais que o suficiente para comprovar a teoria de Aurélio Batista Félix: as pessoas amavam corridas de caminhões.

Esse número foi crescendo ao longo do tempo, reforçando a tradição da Fórmula Truck até que, em 1998, a primeira corrida fosse transmitida ao vivo, durante o programa Esporte Espetacular da TV Globo.

As temporadas seguintes foram exibidas pela Band (exceto em 2004 e 2005, quando os direitos foram adquiridos pela RedeTV!), e o SBT fazia coberturas das corridas e mostrava compactos ao longo do programa Siga Bem Caminhoneiro.

Os números não mentem e, em muitos anos, o público dos autódromos, para acompanhar uma corrida do Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck, foi superior a de uma partida de futebol da Série A do Campeonato Brasileiro. Inacreditável? Pois bem, pode acreditar…

Conheça os 3 principais pilotos da Fórmula Truck

Beto Monteiro

O pernambucano de 42 anos é bicampeão da categoria, depois de ter vencido as edições de 2004 e 2013, além do Campeonato Sul-Americano de 2013. Ao todo, foram 11 vitórias, 11 poles e 36 pódios, durante 14 temporadas (2003-2016). O piloto também tem sua carreira marcada por participações e vitórias em outras modalidades, igualmente diferentes, como o kart, a Fórmula 3 italiana e a Nascar, nos Estados Unidos. A última categoria disputada por Beto Monteiro foi a Stock Car V8 em 2017.

Leandro Totti

Com três campeonatos conquistados, o curitibano de 58 anos, é um dos maiores campeões da Fórmula Truck (2012, 2014 e 2016). Foram 34 pódios ao todo, sendo 19 vitórias, 7 segundos lugares e 8 terceiros lugares. Somando todas as suas participações entre 2004 e 2016, Leandro Totti conquistou 1.391 pontos.

Roberval Andrade

Foi campeão da Fórmula Truck nos anos de 2002 e 2010 e vice-campeão por outras duas vezes (2005 e 2007). O paulista conquistou, ao longo de sua carreira, 59 pódios, sendo 22 vezes declarado o vencedor da etapa. A soma de todos os seus pontos conquistados supera os 1.500 desde o ano 2000.

Gostou de saber mais sobre a história dos gigantes da Fórmula Truck? 

🏁 Aproveite e saiba mais sobre a corrida de gigantes no panteão do automobilismo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.