Todos nós concordamos que Ayrton Senna foi um dos maiores pilotos automobilísticos de todos os tempos, não é mesmo? 

Ele não só fez história no automobilismo, como inspirou toda a nação a ter orgulho da bandeira brasileira, em outras palavras, de ser brasileiro.

Sua jornada até conquistar o sucesso no automobilismo não foi fácil. Na primeira parte desta história, vimos que Senna sentiu vontade de desistir algumas vezes, mas o seu propósito e a sua paixão pela adrenalina sempre falou mais alto.

Desde que Senna entrou para a Fórmula 1, sua luta não parou por aí, muito pelo contrário, foi apenas o começo de uma jornada de vitórias inacreditáveis (ou nem tão inacreditáveis, já que se tratava do nosso maior ídolo: Ayrton Senna do Brasil!).

Apertem os cintos, pois neste artigo falaremos sobre a incrível trajetória de Senna na equipe da Toleman! Uma viagem e tanto… Vamos nessa?

Seu início na Toleman

Com seu evidente talento e habilidade, Senna atraiu a atenção de algumas equipes desde que iniciou sua carreira na Fórmula 1. Aqui contaremos a sua trajetória na primeira equipe em que Senna deixou a sua marca: a Toleman. 

No dia 25 de março de 1984, Ayrton Senna finalmente estreava na Fórmula 1 com a equipe da Toleman, mas já falamos sobre este dia na primeira parte da história do grande piloto.

Entre 1981 e 1983, a equipe estava quebrada sem vencer nenhuma corrida e todos os pilotos que entravam nela acabavam saindo sem nenhuma explicação. 

Tudo isso mudou no ano de 1984 que foi o ano em que Senna começou a pilotar o carro branco com detalhes azuis da pequena equipe. 

Toleman apostou todas as suas fichas na estrela, que havia acabado de ganhar o título da F3 Inglesa.

Senna já havia deixado claro desde o começo que o carro da Toleman não serviria para ganhar uma corrida, pois não havia condições nenhuma de competir com grandes escuderias como a Ferrari e a Renault, mas que mesmo assim, seria um ótimo carro para começar a subir no pódio. 

Talvez você nem se lembre, mas a estreia de Senna aqui no Brasil pela F1  foi muito frustrante, já que ele foi o primeiro a abandonar as pistas com apenas 10 voltas completas. 

Neste dia triste, ele mal sabia que seu destino já estava traçado para ser campeão e trazer alegria para os corações dos apaixonados por automobilismo

Naquele mesmo ano, já na segunda etapa do campeonato na África do Sul, o piloto conseguiu a sua melhor posição no grid da curta trajetória da equipe, partindo da 3ª posição que terminou em 6º lugar, marcando seu primeiríssimo ponto na Fórmula 1. 

O esforço de Senna neste dia foi tão grande, que ele acabou desmaiando e teve que ser hospitalizado, mas no final o grande piloto ficou bem. 

Na etapa seguinte que aconteceu na Bélgica, a mesma cena se repetiu: deu a largada em 19º lugar e terminou novamente em 6° lugar.

A volta por cima da Toleman

Nas ruas de MonteCarlo em Mônaco, mesmo debaixo de muita chuva, Ayrton Senna fez uma corrida épica! 

Ele deu a largada em 13° lugar no grid e terminou a corrida em 2º lugar no pódio, perdendo apenas para Alain Prost, que na época era também um dos maiores pilotos do automobilismo

Confira o exato momento em que Galvão Bueno anuncia a primeira vitória do brasileiro na Fórmula 1:

Já no GP do Canadá, por muito pouco, Senna não conseguiu mais um ponto, pois terminou a corrida em 7° lugar. 

Mas tudo isso mudaria novamente em Brands Hatch, a corrida que o piloto pulou da 7ª posição para mais um Grid, só que dessa vez em 3° lugar! 

A vitória foi inesperada, pois nesta corrida, Senna caiu para 9ª posição logo na largada. Ninguém esperava mais uma vitória do grande piloto. 

Após estes GP’s, a escuderia Toleman teve apenas um carro nas três etapas seguintes: na Alemanha, Áustria e Holanda. Apesar de se classificar bem durante os treinos, Senna acabou abandonando o carro em todas elas, ficando de fora da GP da Itália. 

CURIOSIDADE: O grande piloto acabou sendo suspenso da equipe, uma vez que assinou um contrato com a Lotus para fazer parte da equipe no ano seguinte. Essa notícia pegou todos da equipe de surpresa. 

A penúltima etapa do Grande Prêmio naquele ano que foi disputada em Nurburgring, onde Senna acabou se envolvendo em um leve acidente logo na primeira volta depois de largar em 12° lugar, mas depois novamente tudo se normalizou. 

O final da jornada de Ayrton Senna na Toleman

Depois de um longo ano disputando as corridas pelo mundo, Senna finalmente chegou em sua última corrida naquele ano fechando com chave de ouro, pois não só conquistou a melhor posição do grid largando em terceiro lugar, como também conquistou o terceiro lugar no pódio, ao lado de Alain Prost e Niki Lauda em Brands Hatch!

Este dia é um dos mais emocionantes de recordar, pois pela primeira vez na história, Senna, Lauda e Prost fizeram parte de um mesmo pódio.

As performances do grande Ayrton Senna naquele ano fez ele conquistar o sétimo lugar na tabela dos construtores para a equipe britânica que ficou à frente da Alpha Romeo e Ligier.

Com a saída triunfal de Senna, a Toleman infelizmente não conseguiu um bom resultado na Fórmula 1 no ano de 1985, porque o piloto que entrou no lugar de Senna não conseguiu completar mais de duas provas. Isso fez com que a equipe se despedisse da Fórmula 1. 

Ainda em Maio de 1985, a escuderia foi vendida para a Benetton, que conquistou sua primeira vitória um ano e meio depois da última vitória de Senna na equipe.

Com certeza, Senna foi muito grato por todas as portas que foram abertas para ele após sua passagem pela Toleman, afinal, o grande piloto conquistou seu primeiro pódio através da modesta equipe. Esse foi o início de grandes emoções que Senna iria nos trazer nos próximos anos.

“Somos insignificantes, por mais que você programe a sua vida, a qualquer momento tudo por mudar.”  – Ayrton Senna da Silva

Gostou deste segundo episódio da jornada de Ayrton Senna? Então fique ligado que ainda tem muitos novos emocionantes episódios vindo por aí 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *