A 24 Horas de Le Mans é uma das principais provas automobilísticas do mundo. Sua tradição vem desde 1923, data da primeira prova disputada. 

Fazendo parte do Mundial de Endurance, trata-se de uma corrida tradicional que, diferentemente do que ocorre em outras categorias de automobilismo como Fórmula 1 e Fórmula Indy, coloca em primeiro lugar o desempenho do carro, não o piloto. Para muitos, a verdadeira essência do esporte a motor.

A competição que leva as máquinas ao limite, o embate entre as principais marcas do automobilismo, diversas vezes retratada nos cinemas como em Ford vs Ferrari de 2019, As 24 Horas de Le Mans e Go Like Hell.

Ficou curioso para ler mais sobre a corrida que conquistou os fãs e o cinema? Aperte os cintos e vamos viajar pela história das 24 Horas de Le Mans! 🏁

A história da 24 Horas de Le Mans

Em 26 de Maio de 1923 acontecia no circuito de La Sarthe, próximo da cidade de Le Mans, a primeira edição da corrida que atingiria um prestígio que perduraria por muitas gerações, seja para seus organizadores, espectadores ou pilotos.

A competição foi criada com o objetivo de contribuir para a evolução do progresso técnico, ou seja, promover avanços em tecnologia automotiva e favorecer o desenvolvimento do mercado automobilístico como um todo. A prova, segundo seus idealizadores, deveria aliar velocidade e resistência dos carros e para isso nada melhor que uma corrida que durasse 24 horas.

A prova de 1923 teve 33 carros e foi vencida por André Lagache e René Leonard a bordo de um Chenard & Walcker Sport. Naquela época, as coisas eram diferentes das competições de hoje, sendo algumas até interessantes, se observadas atualmente. 

Uma das regras mandava que os pilotos subissem as capotas de seus carros após 5 voltas de prova e percorressem pelo menos 20 voltas de capotas fechadas.

Logo dois anos após sua primeira corrida, em 1925, estreou um tipo de largada que se tornou um emblema de Le Mans.

Junto aos boxes, os carros ficavam estacionados em espinha, com o motor desligado e a capota baixada; do outro lado da pista ficaram os pilotos alinhados, cada um em frente ao seu carro. Ao baixar a bandeira de largada, os pilotos corriam para os seus carros, tomavam seus lugares e arrancavam para as 24 horas de corrida.

Ao passar dos anos, a Le Mans se tornou cada vez mais famosa até se tornar um evento mundial único. Hoje é a mais antiga, concorrida, cara e mais prestigiada corrida de velocidade e resistência para carros esportivos e protótipos. 

Graças a essa corrida, o setor automotivo obteve muitos avanços nos quesitos tecnologias e peças para carros de passeio, que foram colocados à prova de fogo durante um dia inteiro de uso. 

Praticamente todas as montadoras de carros do planeta já investiram tempo e muito dinheiro para vencer as 24 horas de Le Mans, mas poucas conseguiram. Hoje em dia, vencer em Le Mans é marcar seu nome para sempre na história do automobilismo.

24 Horas de Le Mans 1966: O ano em que a Ford venceu a Ferrari 

O ano de 1966 é marcante para o automobilismo. Em Le Mans, a Ferrari dominava a mítica prova da Endurance, mas já sentia há dois anos a ameaça da americana Ford, e depois dos tropeços iniciais, sabia que eles tinham melhorado. 

Este seria o ano em que uma marca finalmente bateria a outra, passando o testemunho de um domínio para outro, e o cumprimento de um juramento que Henry Ford II fizera de bater o Commendatore na prova que ele mais se interessava, depois de ele ter rechaçado uma oferta de venda que achou ofensiva.

Curiosamente, também nesse ano de 1966, John Frankenheimer decidiu filmar o ambiente de um Grande Prêmio e levá-lo para Hollywood com o filme “Le Mans ’66”, realizado por James Mangold, Matt Damon como Carrol Shelby e Christian Bale como Ken Miles, o piloto que Shelby escolheu para ajudar no projeto de bater os carros de Maranello.

24 Horas de Le Mans: Tragédias na Pista

Infelizmente, nem tudo foi flores na história da Le Mans… 

Em 1955 aconteceu o maior acidente da história do automobilismo na pista francesa, quando uma Mercedes, depois de atingir em cheio um Healey, colidiu com um barranco ao lado da pista, capotando várias vezes e acertando em cheio seus observadores. 

Em poucos segundos, 82 pessoas foram mortas e outras 76 tiveram seus membros mutilados. Mike Hawthorn foi o vencedor dessa corrida, mas quase ninguém se lembra disso, pois o acidente marcou a história da competição.

24 Horas de Le Mans: A Pista

O circuito das 24 Horas de Le Mans possui 13.650 quilômetros, sendo parte do circuito Bugatti e outra parte é formada por estradas. 

As mais icônicas passagens são as curvas de Tertre Rouge, Mulsanne, Arnage, Casa Branca e, principalmente a reta de Hunaudières com extensão de 5 quilômetros, onde os protótipos chegam a uma velocidade de mais de 400 km/h.

Essa reta foi dividida em três partes graças à instalação de duas chicanes (desvio artificial) na década de 90. Essa medida foi necessária, porque alguns carros não tinham aerodinâmica suficientemente desenvolvida para poder atingir grandes velocidades e acabavam por, literalmente, levantar voo nesse trecho. 

A  reta de Hunaudières era um problema sério de segurança em modelos que rodavam em velocidades próximas aos 400 km/h (o recorde estabelecido foi de 405 km/h), pois os pneus eram submetidos a pressões muito intensas, causando deformações extremas e ruptura total em alguns casos.

Além disso, os freios chegavam muito frios ao final desta reta e muitos carros simplesmente não conseguiam diminuir a velocidade o suficiente para fazer a curva Mulsanne. A situação piorava mais ainda visto que o trecho só podia acontecer de noite e em meio a carros de GT, que percorriam a reta a cerca de 100 a 150 km/h mais devagar.

O campeão recordista por vitórias individuais é o piloto dinamarquês Tom Kristensen, com nove triunfos, e o recorde dos construtores é da Porsche, que venceu dezesseis vezes. 

Desde 1971, o recorde da distância e a mais elevada velocidade média ao longo das 24 Horas permanece nas mãos do Porsche 917K de Helmut Marko e Gijs Van Lennep, que percorreram 5.335 km à média de 222,304 km/h.

🏁 Assista os melhores momentos da última edição da 24 Horas de Le Mans:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.