O Grande Prêmio de Mônaco é a mais tradicional e a mais importante prova do calendário da Fórmula 1.

Juntamente com as 500 Milhas de Indianápolis e com as 24 Horas de Le Mans, o GP de Mônaco faz parte da chamada Tríplice Coroa do Automobilismo, que são as três mais prestigiadas corridas do automobilismo mundial.

O GP foi disputado pela primeira vez em 1929. Em 1950, teve sua primeira participação na Fórmula 1, e a partir de 1955 passou a ser disputado regularmente pelo campeonato da Fórmula 1. 

Para ficar por dentro de tudo sobre o Grande Prêmio de Mônaco, aperte os cintos e continue com a gente!

As principais curiosidades do GP de Mônaco

Ele é disputado tradicionalmente no último fim de semana de maio, em um Circuito de rua, em Monte Carlo, Mónaco, e têm 3.337 metros de extensão (o menor dentre todos os GPs do calendário), que exigem dos pilotos muita precisão, devido a uma grande quantidade de curvas e a estreita largura das ruas que formam o percurso.

O GP foi disputado pela primeira vez em 1929. Em 1950, teve sua primeira participação na Fórmula 1 e a partir de 1955 passou a ser disputado regularmente pelo campeonato da Fórmula 1.

O Grande Prêmio de Mônaco formou parte do primeiro Campeonato Mundial de Fórmula 1 desde 21 de maio de 1950, o ano da criação, ganho por Juan Manuel Fangio com um Alfa Romeo. 

Com exceção do atual trecho da piscina, com suas quatro curvas, introduzido em 1973, o traçado de 3.337 metros é, basicamente, o mesmo que no dia 14 de abril de 1929 recebeu o I GP de Mônaco.

As concessões feitas pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA)

Por ser a mais tradicional prova do calendário da Fórmula 1, a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) faz algumas concessões para a corrida acontecer. 

Ele é o único da Fórmula 1 que não excede a distância total de 305 km do Grand Prix, devido a uma cláusula especial que a FIA aprovou para Mônaco. Apenas 78 voltas são disputadas, totalizando uma distância de 260 km. Isto porque, para atingir esta distância de 305 km, a prova teria que ser disputada em 92 voltas. Com uma velocidade média de 155 km/h, as 92 voltas seriam concluídas em tempo superior as 2 horas previstas em regulamento. 

Outra concessão, que aconteceu até 2016, tem a ver com a tradição dos pódios: o GP de Mônaco era a única corrida do ano em que a estrutura levada aos outros 19 GPs não era montada. A premiação, tradicionalmente, sempre aconteceu nos degraus do primeiro andar do camarote da família real – os Grimaldi – do principado. Em 2017, porém, esta tradição mudou, já que o Automóvel Clube de Mônaco (ACM), que organiza a corrida, montou o pódio no segundo andar do camarote, com direito até àquelas bandeiras em LED. 

Por fim, o GP de Mônaco é o único que tem um dia livre voltado exclusivamente para eventos comerciais: a sexta-feira que antecede a prova. Para isso, os primeiros treinos são antecipados para a quinta-feira.

Quais pilotos foram os maiores vencedores do GP de Mônaco?

  1. Ayrton Senna – 6 vitórias
  2. Graham Hill e Michael Schumacher – 5 vitórias
  3. Alain Prost – 4 vitórias
  4. Stirling Moss, Jackie Stewart, Nico Rosberg e Lewis Hamilton – 4 vitórias

O maior vencedor da história do evento é o brasileiro Ayrton Senna, que venceu seis vezes (1987, 1989, 1990, 1991, 1992 e 1993). 

Senna também é o piloto com o maior número de poles conquistadas: Cinco (1985, 1988, 1989, 1990 e 1991). 

Estes feitos de Ayrton Senna da Silva, piloto brasileiro que faleceu em 1994, o levou a receber o apelido de Rei de Mônaco.

A primeira vitória de Senna em Mônaco foi conquistada enquanto ele era piloto da Lotus. Já as outras cinco, todas de forma consecutiva, vieram depois de ele se transferir para a McLaren.

Acompanhe uma volta de Ayrton Senna com a Lotus no ano de sua primeira vitória em Mônaco:

Qual equipe tem mais vitórias no GP de Mônaco?

A McLaren é, com larga vantagem, a equipe que mais venceu o GP de Mônaco. O time britânico conquistou 15 vitórias, sendo todas elas entre 1984 e 2008.

Nos 25 anos de domínio da McLaren em Mônaco, sete pilotos da equipe subiram ao lugar mais alto do pódio: Ayrton Senna (5 vezes), Alain Prost (4 vezes), David Coulthard (2 vezes), Mika Häkkinen, Kimi Räikkönen, Fernando Alonso e Lewis Hamilton. 

Depois da McLaren, a equipe mais vitoriosa no GP de Mônaco é a Ferrari, com 9 vitórias, duas a mais que a Lotus.

A volta mais rápida do GP de Mônaco

Lewis Hamilton alcançou a volta mais rápida da corrida e conquistou o ponto extra em Mônaco. Ao registrar 1min12s909, o heptacampeão quebrou o recorde do traçado urbano em uma etapa da Fórmula 1.

Em que país fica o Grande Prêmio de Mônaco?

Mônaco é uma pequena cidade-estado independente na zona costeira do Mediterrâneo, na França. 

O Circuito de Mônaco (em francês: Circuit de Monaco) é um circuito de rua na cidade de Monte Carlo, no Principado de Mônaco, mais conhecido por sediar anualmente o Grande Prêmio de Mônaco de Fórmula 1.

[Curiosidade] Fórmula 1: carro da McLaren levará nome de Senna a partir do GP de Mônaco

Após a morte de Ayrton Senna no Grande Prêmio de San Marino de 1994, a Williams que ele pilotava na época continuou a levar seu nome e o famoso “S do Senna” na frente do carro. No entanto, antes da temporada de 2022, a escuderia optou por remover a marca.

A partir de agora, quem fará a homenagem é a McLaren, que colocará o nome do brasileiro no halo de seu carro.

“Temos a honra de levar o nome de Ayrton Senna do GP de Mônaco em diante. Sua bravura, comprometimento e engenhosidade continuam a definir o padrão para nossa equipe até hoje”, diz o anúncio da equipe nas redes sociais.

“Achamos certo que nós, como McLaren, devemos reconhecer sua contribuição ao nosso esporte, levando seu nome conosco onde quer que estejamos competindo”, disse o CEO da equipe, Zak Brown.

“Esta adição aos nossos carros de corrida de F1 será permanente e foi adicionada com o apoio da família Senna. Servirá como um lembrete constante do talento sensacional de Ayrton Senna para nós como equipe e para todos os nossos fãs ao redor do mundo”, acrescentou ele.

Senna pilotou pela McLaren de 1988 a 1993, e venceu 35 vezes em 96 corridas pela equipe.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.