Em 11 de abril de 1993, Ayrton Senna e Rubens Barrichello deram um show logo na primeira rodada do GP da Europa, no Circuito de Donington Park.

Eram dois dias de corrida para definir o grid. O primeiro dia dos treinos classificatórios choveu, e Senna foi o mais rápido como sempre, já ele arrasava nas pistas molhadas… Mas a previsão para o segundo dia era de sol. 

Com a pista seca, Senna foi esmagado pela dupla da Williams. Além disso, perdeu o  terceiro lugar na partida para Michael Schumacher e sua Benetton.

O empate pelo quarto lugar não era animador, porém choveu novamente durante a corrida, e adivinha… era uma grande oportunidade para Senna!

O GP da Europa de 1993 foi cheio de surpresas, como você já pôde perceber até aqui. Então bora relembrar mais detalhes sobre esse dia icônico? 😍 🏁

A performance perfeita de Ayrton Senna no GP da Europa

No curto período de 1m30, uma performance inesquecível aconteceu…

Senna largou mal, uma vez que nos primeiros metros foi ultrapassado pela Sauber e Schumacher, e ele acabou caindo para a quinta posição. Como se aquilo tivesse girado uma chave, Senna acordou!

Primeiro, ele se ajeitou na curva Redgate e despachou Schumacher. 

Poucos metros à frente, ele usou uma linha ousada e diferente no canto esquerdo da curva fechada craner e foi direto para a freada do Old Hairpin, à direita. Wendlinger ficou para trás.

Após esta cena, ele foi em direção a ponte Starkey’s à esquerda, e foi superar Damon Hill, claro…

Como sempre na pista molhada, Alain Prost foi muito cauteloso, então Senna deu um show superando seu oponente na quadra fechada de Melbourne. Em menos de uma volta, do quinto ao líder, Senna fez história! 🙌

Mesmo com pneus frios na pista molhada, Ayrton Senna foi destemido!

Nas duas voltas, ele ficou com vantagem em cima de Prost e Hill. Mas a chuva não estava tão forte assim…

A corrida se tornaria um pit-stop sem fim. Em um deslize da McLaren, Senna perdeu a liderança, mas a recuperou com o seu talento, assim como fez na primeira volta.

Em determinado momento, a chuva parecia ficar mais forte. Prost e Hill fizeram o que era de rotina, ou seja, começaram a trocar os pneus. 

Senna esperou um pouco, pois ele sabia o que estava fazendo, mesmo com os pneus lisos ele pôde comandar perfeitamente o motor Ford V8 de 650 cavalos sem perder o carro.

Ayrton Senna seguiu e continuou a liderar, enquanto Hill e Prost estavam ocupados.

No balanço de pit-stop, Senna sempre escolheu o tempo exato de cada troca. Ele fez um total de quatro, e seus oponentes Williams entraram no box sete vezes. O francês ainda deixou seu carro morrer em uma das estações e perdeu muito tempo.

Rubens Barrichello também impressionou no GP da Europa de 1993

Na ocasião, Senna estava à frente do espetacular Rubens Barrichello, que saltou da 12ª para a 4ª posição na primeira volta, e com sua modéstia a excelente pilotagem de Jordan-Hart alcançou o segundo lugar. 

Além disso, devido à falha de comunicação, Rubinho pensou que estava competindo com Senna por uma vaga, quando na verdade era retardatário. O carro estava muito perto, mas Ayrton ainda estava intacto. 

Infelizmente, Barrichello encontrou problemas de abastecimento de combustível quando ficou em terceiro lugar.

A melhor parte do GP da Europa de 1993 para Ayrton Senna

Como se os momentos maravilhosos que apresentou não bastassem, Ayrton Senna reteve mais uma carta na manga durante a fase final do jogo. De repente, o tricampeão entrou no box que não havia equipe esperando, então ele passou direto. 

Aí vem uma explicação: como a entrada no pit cortava caminho em relação à pista, e não há limite de velocidade nos boxes, Senna tentou conseguir mais tempo. Esse foi o ponto-chave, pois a volta que Senna entrou pelos boxes foi a mais rápida da corrida! 😱

Após o jogo, Reginaldo Leme foi ao Senna perguntar o que havia acontecido e obteve uma explicação: Ayrton revelou que só fez isso após consultar a direção da prova! 

Senna chegou a ter uma volta de vantagem para Hill, mas tirou os pés do acelerador nas últimas voltas. Mesmo assim, ele ainda superou a vantagem de 1m23s199. 🙌

Prost ficou em terceiro lugar, não muito feliz, obviamente…

O GP da Europa de 1993 ficou para a história! 

Nós da Sid Special Paint particularmente adoramos essa corrida… Em uma só prova tivemos o destaque de dois brasileiros que admiramos profundamente: Ayrton Senna e Rubinho Barrichello!

Além desses dois espetaculares pilotos, Christian Fittipaldi era piloto da Minardi na época, e também participou da corrida. Ele contou vários detalhes da prova de Donington Park para o Senna TV. Confira só:

Um dos capacetes mais icônicos de Ayrton Senna

Por que este capacete é diferente dos outros? Alan mosca nos contou!

“Estou sempre tentando descobrir algum detalhe de algum capacete especial do Ayrton e neste de Donington Park tem vários itens marcantes. Até mesmo uma borracha que ele precisou colocar entre a parte de cima da viseira e o capacete pelo tanto que chovia naquela corrida. O Senna merece sempre nossa homenagem e está sempre na nossa lembrança” – disse Alan.

Além disso, muitos fãs dizem que este é um capacete “limpo” com poucos adesivos e muita personalidade! 

PS: a Sid Special Paint lançou 145 unidades do capacete usado por Senna em Donington Park, justamente o número de GPs que o brasileiro havia disputado na época desta corrida. Que tal incluir mais este capacete em sua coleção única?

Gostou de relembrar essa corrida incrível em Donington Park? Conta para a gente! 😊

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *