Ayrton Senna foi um dos maiores brasileiros de todos os tempos, sem dúvidas uma lenda do automobilismo. Ele é responsável por popularizar o esporte e despertar a paixão dos brasileiros pela velocidade e pelas pistas. E claro que não poderíamos deixar de prestar as homenagens para nosso eterno campeão Ayrton Senna da Silva, que no dia 21 de março de 2022 completaria 62 anos.

Mesmo após sua morte, no dia 1 de maio de 1994, a história do nosso ídolo foi contada diversas vezes ao longo da história, inclusive na nossa série especial no nosso blog – E você pode acompanhar um conteúdo exclusivo sobre a incrível trajetória de Senna: Ayrton Senna e sua história no automobilismo. 

Por isso não iremos falar apenas de títulos, corridas disputadas ou das suas mágicas no asfalto, mas iremos apresentar os acontecimentos que ajudaram a transformar Ayrton Senna em uma lenda.

Se você também é um grande fã do Ayrton e quer saber mais sobre seus grandes feitos dentro e fora das pistas, aperte os cintos e venha com a gente reviver os momentos mais marcantes dessa história! 🏁

Quem foi Ayrton Senna?

Para os que ainda não conhecem muito sobre a história do nosso ídolo, Ayrton Senna da Silva foi um piloto de Fórmula 1 das décadas de 80 e 90 e o maior ídolo brasileiro do automobilismo até hoje. 

Ele nasceu em São Paulo, no dia 21 de março de 1960, e faleceu de maneira trágica em 1º de maio de 1994, após colidir com uma mureta de proteção no Grande Prêmio de San Marino, em Ímola.

Seus expressivos números ajudam a explicar porque o piloto ganhou status de lenda ou mito do esporte: foram três títulos mundiais de F1, 41 vitórias, 65 poles e 80 pódios entre 1984 e 1994. 

Os feitos que transformaram Senna em uma lenda do esporte

Ayrton Senna foi o responsável por alguns dos momentos mais mágicos da principal categoria do automobilismo mundial, alguns deles são:

O último Campeão Brasileiro

A última vez que o Brasil venceu o campeonato mundial de Fórmula 1 foi em 1991, com o próprio Ayrton Senna.

Após a morte dele, nenhum outro brasileiro repetiu o feito. Senna foi tricampeão mundial nos anos de 1988, 1990 e 1991.

Rei de Mônaco

Em 1984, a bordo de sua Toleman, Ayrton Senna já demonstrava dominar a pista, ele começou a corrida na 13ª posição, e sob muita chuva, fez belas ultrapassagens e começou a pressionar o líder, o francês Alain Prost. 

A performance do brasileiro era incrível e a liderança parecia ser questão de tempo. Mas a forte chuva levou ao cancelamento da corrida na 31ª volta (de um total de 76).

Até hoje o GP de Mônaco é um dos mais aguardados pelos fãs de automobilismo devido às suas dificuldades. Mas para Ayrton Senna não era bem assim, o piloto venceu seis vezes a corrida, em 1987, 1989, 1990, 1991, 1992 e 1993.

Ayrton Senna Monaco

O feito fez com que o piloto ficasse conhecido como o Rei de Mônaco e até o momento nenhum outro piloto conseguiu superar essa marca.

Implacável em casa

A sonhada vitória em Interlagos finalmente veio de forma dramática. Nas últimas voltas, Senna correu apenas com a sexta marcha!  

E deu show, sem forças, ele não conseguia levantar o troféu no templo do automobilismo paulista – Uma cena realmente inesquecível!!!

Senna interlagos

Ídolo fora das pistas

Além de ser um gigante dentro das pistas, Ayrton Senna também foi um grande ídolo fora delas.

Ainda em vida o piloto sonhava em investir em um projeto em prol da educação de crianças e jovens. Sonho concretizado pelas mãos de sua irmã Viviane em novembro de 1994 com a criação do Instituto Ayrton Senna.

Herói dentro das pistas

Os treinos para o GP da Bélgica de 1992 ficaram marcados por uma cena que até hoje é bastante lembrada no automobilismo: Erik Comas, piloto francês da Ligier, bateu forte na curva Blanchmont e seu carro ficou atravessado no meio da pista de Spa-Francorchamps. Ayrton Senna passou pelo local com sua McLaren, parou o carro e foi correndo para ajudar o colega de profissão. Ao perceber que Comas ainda estava desacordado e com o pé no acelerador, Ayrton desligou o motor da Ligier imediatamente.

Após Senna prestar os primeiros socorros, os fiscais e a equipe médica também chegaram no local, mas o próprio Erik acredita que o brasileiro teve papel fundamental para nada mais grave ter acontecido. “Ele desligou a ignição do carro, evitando assim uma explosão. Neste momento, Ayrton Senna salvou minha vida”, disse Comas.

Ayrton Senna x Alain Prost: A maior rivalidade do esporte mundial

Essa é a história da rivalidade entre Ayrton Senna e Alain Prost. Retratada por diversos fãs e entusiastas como a maior da história do esporte mundial. 

Foram três anos de embates diretos nas pistas da Fórmula 1. Um período intenso, recheado de brigas na pista, brigas fora delas, muitas farpas pela imprensa, polarização dos fãs, e muito ódio mútuo. A disputa entre o brasileiro e o francês foi tão intensa que colocou a F1 em outro patamar de atenção mundial. 

Senna x Prost colocou o automobilismo no centro da atenção mundial. Jornais, revistas e TVs só falavam dessa rivalidade.

Ayrton Senna x Alan Prost

Fez o Brasil parar

Um herói, um ídolo, uma lenda das pistas, são muitos os nomes e honras prestadas ao maior piloto da história do automobilismo. Um homem capaz de fazer o país parar na frente de uma televisão para vibrar a cada curva e ultrapassagem, brilhante dentro e fora das pistas, Ayrton parou o Brasil pela última vez no dia 1º de maio de 1994.

A imagem de Ayrton apoiado na sua Williams, flagrado pelos televisores com o olhar distante e perdido, pouco antes do início do GP, ficaria marcada para sempre não só nos fãs do automobilismo, como no mundo inteiro. 

No Brasil, ficou muito difundida uma frase dita pelo jornalista Roberto Cabrini ao Plantão da Globo, boletim de notícias extraordinário da Rede Globo. Logo após a confirmação da morte de Ayrton, pelo hospital, Cabrini noticiou dizendo, por telefone: “Morreu Ayrton Senna da Silva…” – Uma notícia que ninguém nunca gostaria de dar. 

A morte do piloto foi considerada, pelos brasileiros, como uma tragédia nacional e o governo brasileiro declarou três dias de luto oficial. 

O governo brasileiro também concedeu honras de chefe de Estado, com a característica salva de tiros. Entre o cortejo do caixão com o corpo do piloto desde o Aeroporto de Guarulhos até a Assembleia Legislativa, o velório, que durou aproximadamente 24 horas, e o cortejo final desde a Assembleia até o Cemitério do Morumbi, aproximadamente dois milhões de pessoas estiveram presentes.

enterro-ayrton-senna

Ayrton Senna, o nosso tricampeão e eterno herói brasileiro, com todo o seu profissionalismo e paixão pelo o que fazia, deixou as pistas fazendo o que ele mais amava… O piloto nos trouxe esperança, e muitas emoções em frente às telas de televisão. 

É com lágrimas nos olhos, coração apertado e uma saudade que não conseguimos medir em palavras, é com muito respeito, admiração e orgulho que registramos mais essa  homenagem à maior lenda do automobilismo.

🏁 Para os apaixonado pelo Ayrton Senna

Chegou o momento de levar uma parte da história para casa! 

Confira todas as réplicas do capacete do piloto, das principais corridas em que Ayrton Senna marcou a história do automobilismo! 

  • 30 anos do Tri Campeonato – Réplica do Capacete de Ayrton Senna
    30 anos do Tri Campeonato – Réplica do Capacete de Ayrton Senna
    R$15.299,00
  • GP Brasil 1991 – Réplica do capacete de Ayrton Senna
    GP Brasil 1991 – Réplica do capacete de Ayrton Senna
    R$8.399,00
  • Bi Campeonato Mundial na F1 - Réplica do Capacete de Ayrton Senna (1990)
    Bi Campeonato Mundial na F1 – Réplica do Capacete de Ayrton Senna (1990)
    R$8.399,00
  • Início na F1 - Réplica do Capacete de Ayrton Senna (1984)
    Início na F1 – Réplica do Capacete de Ayrton Senna (1984)
    R$8.399,00
  • Japan GP - Réplica do Capacete de Ayrton Senna (1992)
    Japan GP – Réplica do Capacete de Ayrton Senna (1992)
    R$12.299,00

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.